Wednesday, September 19, 2007

Morreu o brilho do Mabulu!

Morreu cantora Chonyl

MORREU ontem, em Maputo, a cantora moçambicana Chonyl, ex-membro dos Mabulu, vítima de doença. Entretanto, os restos mortais da cantora vão hoje a enterrar às 14.00 horas no Cemitério de Lhanguene, antecedido de velório a partir das 12.00 horas no HCM, segundo fontes da produtora, a Vidisco.

Maputo, Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2007:: Notícias

A artista, que não gozava de boa saúde nos últimos tempos, foi levada há duas semanas de emergência para a Sala de Reanimação do Hospital Central de Maputo, acabando por perder a vida na manhã de ontem.
Foi precisamente há dois anos que à cantora foi diagnosticado um tumor benigno ao cérebro. O tratamento mostrou-se imediatamente oneroso e penoso.
Face a isso, familiares, amigos e a Vidisco, arregaçaram as mangas para salvar Chonyl, ainda na flor da idade e, em boa hora, lançaram uma campanha de solidariedade, cujos fundos reverteriam em despesas de uma intervenção cirúrgica na África do Sul.
Houve, de certo modo, adesão a esta causa humanitária, desde fãs, organizações individuais e colectivas, que culminou com a operação desta em Maputo. Recorde-se que os médicos chegaram a considerar a operação um sucesso.
E nessa altura, nada fazia prever que Chonyl voltaria a ter uma recaída.
Entretanto, há duas semanas, foi detectado mais um tumor na mesma região do cérebro, facto que a levaria novamente ao leito hospitalar, mas em estado crítico.
Mas como a esperança é a última que morre, fãs e amigos, continuavam a depositar uma esperança divina... até que na manhã de ontem, todos os receios que pairavam à volta de Chonyl, acabaram por se confirmar: morreu Chonyl. E como diria ontem António Marcos, a propósito deste desaparecimento físico da cantora, “morreu o brilho do Mabulu”.
“Ela era muito comunicativa, sorridente e que conquistava o público; era amiga das crianças...enfim, era uma beleza de pessoa, por dentro e por fora”, caracterizou “Maengane” a sua ex-colega.
Recordar que Chonyl foi uma das fundadoras do projecto Mabulu. Integrou no Mabulu a 31 de Agosto de em 2000, ao lado de Chiquito, António Marcos e Lisboa Matavele. A ideia era de juntar jovens da nova geração com os da velha guarda com o intuito de “provocar um diálogo” musical por essa Europa fora, e não só.
Única mulher da banda, a jovem era corista e interprete, tendo participado em quatro digressões na Europa, escalando entre outros países, a Suíça, Inglaterra, França, Áustria, Alemanha, Polónia, Holanda, Austrália e Portugal.
A sua última actuação como membro do Mabulu aconteceu em 2003, altura que decide partir para uma carreira a solo.
Entretanto, convém lembrar que antes de integrar os Mabulu, fez parte dos Med Lavel, no projecto “Spab Line” onde gravaram o álbum “Sob Pressão”.

3 comments:

ilídio macia said...

À família enlutada, as minhas mais sentidas condolências.

Rob Scott said...

I met Angela when Mabulu played in Sydney. She instantly drew people to her and was an angel. I am so sad to hear the news of her death and my heart goes out to all of her family and friends. We became friends for a while and I wish I had s tayed in touch. I will keep her voice forever, she was truly a beautiful woman.

Rob Scott
muzuane@yahoo.com

freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,