Thursday, February 26, 2009

Ainda sobre a reforma curricular (FIM)

"... Muita gente tem dito nos corredores que não está contra a reforma, mas sim contra a forma como ela está sendo conduzida. Então, por que não conversar civilizadamente sobre como seria melhor fazer a reforma? Há diferentes opiniões sobre isso. Uns acham que a reforma deveria ser gradual, outros (como eu) acham que se pode fazer atalhos inteligentes e conseguir-se exactamente os mesmos objectivos. São diferentes paradigmas. Quem está errado ou certo não é o que importa neste momento. Ficar a discutir isto sem fazer a reforma significa estagnação. Vamos continuar a discutir até quando? Consenso absoluto nunca vai haver, de certeza absoluta! Então?...Então, na minha opinião, a solução mais racional neste contexto é aceitar seguir a quem tem coragem para dar o primeiro passo para onde queremos ir, e não ficarmos discutindo se o caminho é o melhor que há. De certeza há vários caminhos alternativos, mas como uma organização só podemos ir por um de cada vez. E qualquer que seja o caminho escolhido, nunca poderemos avaliar objectivamente o tamanho e a quantidade de obstáculos enquanto não trilharmos esse caminho. Lembremo-nos de que a perfeição é inimiga do progresso. Quem indica o caminho a seguir e dá o primeiro passo é o líder. Se quisermos fazer progressos em qualquer processo, temos que confiar na intuição dos líderes, ouvi-los e segui-los, ainda que tenhamos reservas. É mais construtivo acompanhar um líder e aconselhá-lo ao longo do caminho, do que recusar a sua liderança, porque isso conduz inevitavelmente ao caos e, eventualmente, às rixas e à estagnação. Portanto, o meu apelo final é de que se pare com as querelas, com o cepticismo extremo, inércia e indisciplina, e se trabalhe construtivamente com a direcção da UEM para o progresso da instituição e de Moçambique". Leia o texto na integra seguindo os seguintes links aqui, aqui e aqui.


6 comments:

Patricio Langa said...

Pesamentos apressados: “Se a perfeição é inimiga do progresso.”
A imperfeição é amiga do retrocesso!

RILDO RAFAEL said...

Boa patricio
Olha fiquei pasmado com artigo no jornal Zambeze do dia 19 e tambem muito impressionado com o artigo do Prof. Joao mosca no Savana do dia 20.

E assim li e reli o teu artigo no Noticias interessante a forma como questionas a reforma.parabens patricio

Doi-me o corpo todo quando alguem no jornal Zambeze argumenta que ha pessoas que estao contra a reforma porque querem manter o seu status quo. O mais importante para este individuo que se apresenta com um nome bastante estranho e o tempo de permanencia da Licenciatura que tem de se padronizar com a regiao. Ai que chato.

prometo elaborar melhor as minhas ideias.

Avante com ideias interessantes
Rildo

Anonymous said...

http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?t=Estudantes-espanhois-protestam-contra-o-processo-de-Bolonha.rtp&article=207876&visual=3&tm=7, Para o professor de quimica da UEM ler o que vizinhos proximos de Bolonha estao a dizer e fazer com Bolonha.

Elísio Estanque said...

Caro colega,
Parabéns pelo seu blogue, que descobri só agora. Gostei em especial da séria "Sociologia Publica", assunto sobre o qual estou a escrever. Cumprimentos.

Patricio Langa, Moçambique, Director Executivo do Centro de Estudos de Ensino Superior e Desenvolvimento. said...

Caro Elísio Estanque.
Fico muito lisonjeado com a sua visita a este espaço. Estive semana passada, em Taipei, com o “guru” da sociologia pública, Michael Burawoy, um bom amigo. Ainda bem que este debate já se está alastrar ao nosso mundo lusófono, ainda que tardiamente. Aguardo com expectativa a leitura dos seus escritos.
Melhores cumprimentos

freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,