Wednesday, May 16, 2007

É para rir ou para chorar?

Mais um texto de Elton Beirão! Essa de fechar as portas fez –me lembrar a advertência do ministro da defesa no explosivo e fatídico dia 22 de Março. Lembram-se que o 'cunhado do chefe' sugeria para que as pessoas fechassem as janelas para se protegerem das obuses assassinas, já esquecidas! !

“Através de arrombamento, estes grupos de malfeitores introduzem-se nas residências para retirar bens de valor, por isso alertamos os residentes, particularmente os da cidade de Maputo e Matola, a manterem bem fechadas as suas casas durante a noite”. (Porta-voz do Comando Geral da Polícia, Pedro Cossa ― Diário de Moçambique 16 de Maio de 2007)

Esta advertência da polícia é uma verdadeira caricatura do estado em que se encontra a nossa polícia. A princípio achei muita piada a advertência e ia “morrendo” de tanto rir. Valeram as palmadinhas nas costas dadas por um colega que partilhava a mesma mesa no habitual pequeno-almoço. Ria porque não entendia como a polícia aconselha a fechar bem as casas durante a noite para que mal feitores não entrem se a própria polícia diz que as portas são arrombadas e não abertas! Talvez estivesse equivocado e por isso de imediato recorri a um dicionário da língua portuguesa. “Arrombar ― Abrir a força e com violência o que está fechado. Quebrar. Derrubar.”
É preciso dizer mais alguma coisa? Eu acredito que no cenário em que nos encontramos em relação a criminalidade ninguém se dá ao luxo de passar a noite com as portas não bem fechadas. São portas e janelas gradeadas, barras de ferro nas portas, alarmes, vedações electrificadas, enfim, verdadeiras fortalezas, mas mesmo assim os amigos do alheio vão contornando essas barreiras.

Mas depois de reflectir mais a volta de tal advertência ocorreu-me algo que me deixou triste e com vontade de chorar. Porque a mensagem que pude ler nas entrelinhas é preocupante. A polícia existe para combater o crime (CORRECTO).
A polícia identificou um foco de crime e seu modus operandi (CORRECTO). Não devia a mesma polícia estudar e traçar estratégias de combate a esse crime? Não estará a polícia com a advertência retirando seu “corpo” de campo e assumindo que agora salva-se quem puder? Está querendo dizer que é da responsabilidade de cada cidadão combater o mal feitor que invadir sua casa? E ainda nos espantamos com a “mentalidade linchatória” dos cidadãos.
Elton B.